sexta-feira, 7 de setembro de 2012

O DIA QUE O COLÉGIO DE MINAS SUBIU O MORRO

      


Em Junho os professores e estudantes, jovens entre 15 e 18 anos,  do Colégio Renascence, escola de Ensino Médio de Lagoa Santa, Minas Gerais fizemos uma viagem ao Rio de Janeiro com o intuito de observar as maravilhas da cidade e discutir seu processo de urbanização, crescimento e os efeitos de políticas públicas para habitantes de diversas regiões da população da cidade.
Em nosso roteiro, além de conhecermos os pontos tradicionalmente turísticos, tivemos a experiência de adentrar e participar do universo e da realidade da pacificação da favela Santa Marta (Morro Dona Marta).
Em todo nosso percurso esta foi a visita mais impactante e produtiva. Foi momento importante de desconstrução de preconceitos que estão enraizados nos olhares das pessoas, mas, sobretudo, foi a possibilidade de verificarmos as políticas de pacificação dos morros cariocas e as políticas públicas de urbanização e segurança propostas pelo governo do Rio, principalmente com a implantação das UPP´s. Tivemos a oportunidade de posteriormente discutir as semelhanças e diferenças entre as políticas governamentais em Belo Horizonte e Região metropolitana que visam à melhora na qualidade de vida dos habitantes de morros e favelas, de modo a problematizar os diferentes modelos e sua aplicabilidade nos diferentes espaços.
Foi um momento muito produtivo, nas palavras de um dos professores, a experiência brutal e poética de se defrontar com a realidade vivenciada em nossas grandes cidades. Por fim problematizamos a quem de fato tais políticas beneficiam, se aos moradores das favelas ou à população do asfalto, que desejam, como vimos em uma frase que muitos nos impactou “a paz para continuar ricos”, enquanto “os pobres desejam a paz para continuarem vivos”.
Vimos no Santa Marta um povo que luta por dignidade, igualdade e liberdade em uma cidade maravilhosa cheia de contrastes. Situação não muito distante da vivenciada por tantos moradores de comunidades de BH e Grande BH. 

Thiago Firmino nos conduziu no Santa Marta, sendo para nos, por poucas horas, um dos melhores professores que nossos estudantes tiveram, pois conduziu os professores e estudantes a refletirem sobre a realidade, não temê-la e enfrentá-la, mostrando que o morro pode sim ser lugar de paz, apesar dos contrastes sociais que ainda nele existem.


Prof. Tim Bagatelas

Professor de Literatura do Colégio Renascence (Lagoa Santa - Grande BH/MG)

2 comentários:

  1. Obrigada, Thiago, pela oportunidade que proporcionou aos nossos estudantes de conhecer e pensar a realidade de sua gente: o povo brasileiro. Parabéns pelo lindo trabalho que vem fazendo aí. De cá, de Minas, vamos acompanhando seu sucesso. Conte conosco, sempre que precisar. Mércia Marisa. Diretora do Colégio Renascence (Lagoa Santa – MG)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Marisa. Fico muito feliz em poder mostrar nosso lado bom e poder tambem contar um pouco da nossa história pra vcs e estar junto de vocês por algumas horas. Volte sempre...

      Excluir